Monthly Archives: March 2013

“Clarice Lispector – A hora da estrela”, na Fundação Calouste Gulbenkian

clarice lispector

Com extensa e amada obra publicada, dispersa por livros, jornais e revistas, Clarice Lispector (10 dezembro 1920 / 9 dezembro 1977) é neste ano alvo de merecida atenção em Portugal, no âmbito do Ano do Brasil em Portugal, que a ela dedica a imperdível exposição “A hora da estrela”, patente na Galeria de Exposições Temporárias da Fundação Calouste Gulbenkian a partir da próxima sexta feira, 5 de abril. Resultando de um trabalho de Continue reading

Advertisements

“O profundo mar azul”, de Terence Davies

terence davies o profundo mar azul

Em 1999, com a perspicácia que o distingue, David Mamet recuperou uma peça de Terence Rattingan, “The Winslow boy”, para fazer um filme admirável sobre as tensões entre destinos individuais e valores coletivos. Agora, Terence Davies vem relançar a ideia: há no teatro de Rattingan uma energia dramática e uma delicadeza simbólica que faz sentido revisitar. Mais do que isso: a adaptação de “The deep blue sea” (cuja primeira encenação ocorreu em Londres, em 1952) vem mostrar que continua disponível uma Continue reading

“Tlês”, de Adriana Partimpim

capa adriana partimpim tles

Partimpim passeia prazenteiramente pelo desacerto neste “Tlês” – nomeadamente na configuração de lúdico pechisbeque que aplica a peças de requintada joalharia do quilate de “Taj-Mahal” (Jorge Ben), “O pato” (Jayme Silva e Neusa Teixeira), “Acalanto” (Dorival Caymmi) ou “Passaredo” (Francis Hime e Chico Buarque), e na despropositada prosódia do seu charmoso sotaque gaúcho – melhor enunciado na provocação hermenêutica de Continue reading

“Terra prometida”, de Gus Van Sant

gus van sant terra prometida

Não é, certamente, por acaso que o título do novo filme de Gus Van Sant evoca uma dimensão utópica, indissociavelmente religiosa. E também não terá nada de indiferente o facto de essa terra imaginada, ou imaginária, coincidir com uma América que quase deixámos de Continue reading

“Irmã”, de Ursula Meier

ursula meier irma

Há uma vida atribulada do realismo cinematográfico que, infelizmente, nem sempre merece a devida atenção. Na Europa, por exemplo: neste momento, filmes das mais diversas origens reagem contra muitas formatações (obviamente de raiz televisiva) que simplificam personagens, relações humanas e contextos sociais. O trabalho de Ursula Meier vai nesse sentido, e tanto mais quanto a sua aposta realista se revela indissociável da exigência de Continue reading

Passatempo “O moinho e a cruz”, de Lech Majewski

capa lech majewski o moinho e a cruz

O Doodles tem para oferecer, com a amável colaboração da distribuidora Alambique, três exemplares do dvd do filme
O moinho e a cruz”, de Lech Majewski, à venda desde há poucos dias. Para receber um destes prémios, basta que Continue reading

“Um caso real”, de Nikolaj Arcel

nikolaj arcel um caso real

Será que ainda existe espaço para o género histórico, tal como foi praticado durante décadas, tanto em Hollywood como no contexto europeu? A pergunta não é meramente académica, uma vez que a sua formulação não pode ignorar o efeito de “normalização” que a televisão tem imposto nessa área. Daí que esta produção dinamarquesa (que representou o seu país na corrida para o Óscar de melhor filme estrangeiro, ganho por “Amor”, de Michael Haneke) envolva uma afirmação, a um tempo estética e simbólica, que Continue reading