“En atendant” e “Cesena”, de Anne Teresa De Keersmaeker

Foi inspirada pelas paisagens naturais de suma beleza da Provença e pelas requintadas expressões artísticas da era medieval que a coreógrafa belga Anne Teresa De Keersmaeker concebeu o díptico formado por “En atendant” e “Cesena”, apresentado entre hoje e o próximo sábado nos palcos lisboetas da Culturgest, do Centro Cultural de Belém e do Teatro Camões. Imaginadas e estreadas em Avinhão (a primeira das peças nos claustros da Église des Célestins e a segunda no pátio do Palais des Papes), “En atendant” e “Cesena” partem de um estímulo estético e concetual comum – a Ars Subtilior, género de composição musical franco-flamenga dos finais do século XIV, distinta pela elegância abstrata e pela complexidade formal. “En atendant” (grafia que recupera propositadamente a do francês antigo e que procura evocar o século que lhe vem associado, as memórias da Peste Negra, etc…), foi exibida originalmente sob a luz do crepúsculo, e nela De Keersmaeker mobiliza e movimenta os corpos para uma escuridão anunciada e aguardada: a da noite, a da morte, espelhada no desespero da substância efémera que circula e se esvai. “Cesena” é a madrugada dessa noite e o despertar de uma nova aurora, em que o vocabulário coreográfico da autora de “Rosas danst Rosas” se alarga mais uma vez aos discursos histórico e filosófico, propondo uma reflexão sobre os grandes cismas papais e uma leitura ontológica (pela magnífica performance da companhia Rosas, aqui acompanhada pelo ensemble Graindelavoix, de Björn Schmelzer) da luz, da manhã e do nascimento do dia. Primando pelo diálogo pluridisciplinar de que a obra da coreógrafa sempre fez questão de se patentear, “En atendant” e “Cesena” inserem-se nas programações da bienal Artista na Cidade – que em fevereiro trouxe a Lisboa os seminais bailados iniciais de Anne Teresa De Keersmaeker e dará, ainda neste ano, a oportunidade ao público da capital de conhecer “Prelúdio à sesta de um fauno” (2006), “3Abschied” (2009), entre outras performances – e do Alkantara Festival, no contexto do qual será também apresentado, nesta 5ª feira, no Teatro São Luiz, o livro “A choreographer’s score – ‘Fase’, ‘Rosas danst Rosas’, ‘Elena’s aria’, ‘Bartók’”, numa sessão que contará com a presença da artista (coautora desta edição, conjuntamente com Bojana Cvejic) e com excertos de algumas das suas obras interpretadas ao vivo.

5 + 6 junho, 9.30 pm
espetáculo “En atendant”, de Anne Teresa De Keersmaeker
Alkantara Festival 2012
Culturgest, Lisboa

7 junho, 4 pm
apresentação do livro “A choreographer’s score – ‘Fase’, ‘Rosas danst Rosas’, ‘Elena’s aria’, ‘Bartók’”, de Anne Teresa De Keersmaeker e Bojana Cvejic
São Luiz Teatro Municipal, Lisboa

8 + 9 junho, 9 pm
espetáculo “Cesena”, de Anne Teresa De Keersmaeker
Alkantara Festival 2012
Centro Cultural de Belém, Lisboa [dia 8]
Teatro Camões, Lisboa [dia 9]

 

site da companhia Rosas

site da bienal Artista na Cidade

site do Alkantara Festival

facebook do Alkantara Festival

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s