“Short movies”, de Gonçalo M. Tavares

No primeiro volume de “Short movies”, o 31º caderno do autor, aparecem cerca de 70 guiões para histórias incompletas. A numeração na escrita é importante, mas o seu movimento é mais ainda. A solução do grande plano ou do plano fechado está na linha do olhar de quem o lê e não no gesto iniciático de quem o escreveu. Algumas das notas para estes movimentos perpétuos surgiram nos recantos de jornais. Como diria Gonçalo M. Tavares, esses cantos são agora recontados.

livro “Short movies”, de Gonçalo M. Tavares
Caminho, 2011

 

João Eduardo Ferreira:
Pares estereoscópicos perspetivando uma consequência para cada ato. Na última página, o leitor é empurrado para a luz cega da ribalta.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s