“As regras da casa da sidra”, de John Irving

John Irving, vencedor do National Book Award em 1980, com “O estranho mundo de Garp”, reafirma-se como verdadeiro mestre contador de histórias. Adaptado ao cinema, nº 1 na New York Times Bestseller List, “As regras da casa da sidra” – editado originalmente em 1985 e agora em tradução portuguesa pela Civilização – é mais do que uma reflexão que assume como base a controversa temática do aborto. Um jovem protagonista, quase dickensiano, Homer Wells, vive e sempre viveu num orfanato, no estado do Maine, gerido por um médico obstetra solitário e excêntrico, determinado e culto. Apesar da centralidade da saga vivida por Homer, nos múltiplos enredos deste romance, surgem lado a lado, ora poéticos ora sardónicos, verdadeiros ensaios sobre a leitura, sobre o amor, e ainda notas verídicas sobre práticas médicas e hábitos sociais, que nos oferecem um impressionante retrato de época.

livro “As regras da casa da sidra”, de John Irving
Civilização, 2011

 

Paula Pina:
Inventivo e económico, sarcástico e cativante, as 750 páginas do livro “As regras da casa da sidra” passam num ápice, mas as invulgares e complexas personagens que nele se movem permanecem para sempre na memória do leitor. É uma odisseia, enredada, documentada, divertida, por vezes chocante, sobre regras, sobre dilemas e escolhas, e sobre suas repercussões.

 

site de John Irving

facebook de John Irving

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s