“Lincoln”, de Steven Spielberg

capa steven spielberg lincoln

Quando revemos “Lincoln” no esplendor do blu-ray, para além de confirmarmos a excelência da direção fotográfica de Janusz Kaminski – que começou a trabalhar com Steven Spielberg em “A lista de Schindler” (1993) –, talvez seja inevitável relembrar o facto de estarmos perante um objeto de admirável virtuosismo, capaz de transcender a própria dicotomia cinema/televisão. Porque é verdade que, nesta evocação do momento (primeiros meses de 1865) em que Abraham Lincoln negociou a legislação que iria criar condições para a libertação dos escravos, deparamos com uma lógica de “reconstituição” histórica que não é estranha a muitos formatos televisivos; ao mesmo tempo, não é menos verdade que Spielberg se insere numa árvore genealógica que, em última instância, remete para a herança emblemática de John Ford (autor do incontornável “Young Mr. Lincoln”, estreado em 1939). Daí também o valor informativo e pedagógico dos extras que nos dão conta do elaborado trabalho da equipa de Spielberg, nomeadamente na conceção da luz de Kaminski e na construção dos cenários de Rick Carter e Jim Erickson. Ao contrário do que proclama a mais pueril ideologia televisiva, revisitar a história nunca é “reproduzir” o que quer que seja – trata-se, isso sim, de pensar a partir da distância, cronológica e simbólica, que nos separa dos factos evocados.

João Lopes

dvd “Lincoln” [“Lincoln”], de Steven Spielberg, com Daniel Day-Lewis, Sally Field, Tommy Lee Jones,…
Pris, 2012 / 2013

 

texto no Doodles

texto no Sound + Vision

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s