“How the thing sings”, de Bill Orcutt

O guitarrista norteamericano Bill Orcutt faz música para quem procura constantemente o som da surpresa, não para ouvidos que apenas queiram mais do mesmo, não para quem se satisfaz somente com o que já conhece, com o seguro ou com o previsível. Esta é música de arte de vanguarda, de desafio, de extremo, de exceção. Assumidamente hard listening. Hipótese de confluência desconstrucionista do improv, do punk e dos blues mais primários, o recente álbum “How the thing sings” (tal como o anterior, o impoluto e histórico “A new way to pay old debts”, de 2009) apresenta música de extremo envolvimento físico com o instrumento, uma guitarra que canta possuída por um demónio sem nome, sem corpo e sem idade, uma coisa que grita de extâse e prazer criativo – música que nasce e se eterniza no mesmo momento. Uma guitarra que o acompanha por toda a vida, mas uma guitarra com infinitas vidas – acreditamos que dificilmente sobreviva no fim da exploração de cada uma destas peças -, que se foi deteriorando e consertando, percutida como se essa fosse a sua pena por ser sempre capaz de mais, por ser sempre capaz de continuar a sonorizar as singulares ideias criativas do seu dono. Uma guitarra que é a voz do seu dono. Uma voz impressionante, que quer implodir os blues, testar-lhes as estruturas como jamais alguém se atreveu a fazer (Jon Spencer queria explodir os blues… em termos semânticos há um mundo de diferença…). Mas… ainda é blues? Seja o que for, é provavelmente a música mais honesta e livre, e simultaneamente mais profunda, que o mundo ouviu nos últimos anos.

disco “How the thing sings”, de Bill Orcutt
Editions Mego / import. Flur, 2011

 

facebook de Bill Orcutt

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s