“Fuga”, de Jeff Nichols

jeff nichols mud

Desconcertante visão: num tempo em que predominam os heróis mais ou menos super, mais ou menos digitais, Jeff Nichols propõe um regresso à terra. Em sentido literal e simbólico. “Fuga” é uma desencantada crónica sobre uma América enquistada no tempo, um país de lugares enigmáticos e envolventes, por vezes inquietantes, onde o protagonista de nome Mud (é esse, aliás, o título original: “Mud”) tenta encontrar um lugar em que as suas culpas possam ser redimidas. Que sejam dois rapazes a cruzar-se com a sua história, eis o que também não é estranho a uma metódica deslocação de valores: em vez da imagem estereotipada de uma juventude mais ou menos frívola, Nichols filma-os como herdeiros das energias contraditórias de um país cuja utopia, afinal, já não sabem formular. Depois de “Histórias de caçadeira” (2007) e “Procurem abrigo” (2011), sabemos que estamos perante um cineasta empenhado em reescrever a memória mitológica da grande nação americana – isso reforça a filiação de Nichols no universo da chamada produção independente, ao mesmo tempo que o inscreve numa linhagem que remete para a nobreza clássica de Hollywood.

João Lopes

24 outubro [estreia nacional]
filme “Fuga” [“Mud”], de Jeff Nichols, com Matthew McConaughey, Reese Witherspoon, Tye Sheridan, Sam Shepard, Michael Shannon,…
Zon, 2012 / 2013

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s