“Raptadas”, de Denis Villeneuve

denis villeneuve prisoners

Que é um enigma policial? Por certo, um exercício de dramaturgia que, através de uma lógica de investigação, conduz a um desenlace mais ou menos apaziguador. Mas também um espelho ambíguo, por vezes perturbante, daquele(s) que investiga(m). O filme de Denis Villeneuve sabe dessa duplicidade e, metodicamente, vai elaborando uma cruel demonstração moral: o Mal não é uma “coisa” que, de vez em quando, perturba o funcionamento das relações sociais, mas sim uma energia que pertence à própria sociedade e à fragilidade dos seus valores. Não admira, por isso, que este seja um filme que valoriza a complexidade individual, quer dizer, o labor específico dos atores. E se é muito bom descobrir um Hugh Jackman liberto dos seus monótonos afazeres de super-herói, sublinhe-se a performance de Jake Gyllenhaal na figura do detetive que investiga o rapto de duas meninas desaparecidas: por ele passa a exigência ética da lei, mas também a amarga consciência dos seus limites. Villeneuve discípulo de Fritz Lang? A confirmar em filmes futuros.

João Lopes

17 outubro [estreia nacional]
filme “Raptadas” [“Prisoners”], de Denis Villeneuve, com Hugh Jackman, Jake Gyllenhaal, Terrence Howard, Paul Dano, Viola Davis, Maria Bello,…
Pris, 2013

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s