“Mata-os suavemente”, de Andrew Dominik

capa andrew dominik mata-os suavemente

Dir-se-ia que a magnífica edição do filme em blu-ray consegue intensificar a dimensão muito física do realismo das imagens assinadas pelo australiano Greig Fraser (que viria a ser o diretor de fotografia de “00:30, a hora negra”, de Kathryn Bigelow). Tudo se passa num reino de códigos conhecidos – o thriller centrado numa série de assassínios encomendados – em que, justamente, essa verdade visceral dos rostos e dos lugares gera um sentimento de nova e perturbante proximidade. Um pouco como no filme anterior de Andrew Dominik, “O assassínio de Jesse James pelo cobarde Robert Ford” (2007), também interpretado e produzido por Brad Pitt, o desafio consiste em revisitar modelos consagrados para, com eles, arquitetar verdadeiras fábulas sobre o mundo como palco do absurdo humano. As cenas de “Mata-os suavemente” são mesmo pontuadas pelas figuras televisivas de Barack Obama e John McCain (a ação tem lugar durante a campanha eleitoral americana de 2008), como se assistíssemos a um bizarro noticiário em que, subitamente, se desgasta o sentido das coisas e a ordem do mundo. Dominik é um cético moral que acredita na redenção formal – em tempos de cínico niilismo, eis uma filosofia artística de contagiante energia.

João Lopes

dvd “Mata-os suavemente” [“Killing them softly”], de Andrew Dominik, com Brad Pitt, James Gandolfini, Ray Liotta,…
Pris, 2012 / 2013

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s