“00:30, a hora negra”, de Kathryn Bigelow

kathryn bigelow zero dark thirty

Não deixa de ser desconcertante que a imagem de Hollywood como “fábrica de efeitos especiais” continue a ser aquela que, em muitas formas de (des)informação, é aplicada para descrever o cinema americano. O filme de Kathryn Bigelow aí está para desmentir tal visão. Não que seja um objeto tecnicamente frouxo. Bem pelo contrário. Mas a sua sofisticação técnica só faz sentido em função da sua prodigiosa sofisticação narrativa e simbólica. Bigelow filma o processo de investigação que conduziu à captura de Osama bin Laden como o cruzamento de uma memória traumática (os atentados do 11 de setembro) com uma redefinição do imaginário bélico contemporâneo (na luta contra o terrorismo). É um filme que se descobre quase como uma reportagem, mas que tem o fulgor, a precisão e a perturbação de uma odisseia trágica.

17 janeiro [estreia nacional]
filme “00:30, a hora negra” [“Zero dark thirty”], de Kathryn Bigelow, com Jessica Chastain, Jason Clarke, Jennifer Ehle,…
Universal / Zon, 2012

João Lopes

 

texto no Sound + Vision

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s