Kiko Dinucci e Thiago França: três discos

capa meta meta metal metal

Um ato libertino jamais revelaria tamanha disciplina. Por isso, mais do que dar eco ao sensacionalismo inerente à formulação “os dois primeiros discos de 2013”, interessará antes verificar que os dois primeiros discos importantes de 2013 não são, na realidade, discos físicos. Reunidos na pasta “Duas sessões”, disponível para download no blog do saxofonista Thiago França, incluem-se numa estratégia de disseminação que, há uns anos, por via, presume-se, da pouca atenção que os media lhe prestavam, Kiko Dinucci comparou preguiçosa mas esclarecidamente ao gesto de quem atira uma mensagem numa garrafa ao mar. Hoje, incensados (pelo menos) pela imprensa com que partilham plataformas, após eufóricas receções ao seu trabalho em conjunto no indispensável trio Metá Metá (em que participa ainda a cantora Juçara Marçal, e cujo incandescente “Metal metal”, um dos mais belos discos de 2012, se acede a partir daqui) e ao consequente acompanhamento da sua atividade individual e coletiva, tal processo de divulgação parece já conciliar, o mais sincronicamente possível, desejos de comunicação e documentação de uma força expressiva que não se coaduna com hábitos de mercado mas que conquistou óbvia ancoragem junto do público. Dinucci, em declarações ao site Álbum Itaú Cultural, fala nesse “lançamento de discos”, esclarecendo: “temos vontade de lançar mais coisas neste ritmo vertiginoso e fora dos padrões do mercado. É algo mais despretensioso. Já não pensamos mais o que é projeto paralelo, autoral, solo; pensamos em arte”. França, lembrando o famoso aforismo de McLuhan, complementa-o, afirmando: “se você for ver, a gente faz tudo errado: lançou os discos à meia noite do dia primeiro de janeiro. É um tiro no pé! Mas até isso tem um significado: é essa nossa liberdade de fazer as coisas. Se não é o melhor dia, o melhor horário, não tem problema, a preocupação não é essa”.

capa kiko dinucci thiago franca funfun sessions

Quanto às sessões propriamente ditas, ao blog Amplificador Dinucci adianta: “’Funfun’ e o ‘Dada radio’ foram gravados no impulso. No primeiro, o Thiago me ligou numa tarde e disse: ‘Tá fazendo alguma coisa? Não? Então, vem para o estúdio gravar’. São improvisos em cima de um tema de sax, com os violões criados na hora. Todas as músicas se chamam ‘Ngoloxi’ porque o Thiago é ligado ao candomblé Angola. Essa denominação é da entidade Lemba, relacionada ao Obatalá (Oxalá) do candomblé nagô. No ‘Dada radio’, tirando a primeira música, são temas meus. Experimentamos bastante essa formação com bateria, sax e violão ao vivo desde 2009. Queremos lançar mais discos nesse formato, ligados à improvisação e à música livre”. Embora, a vários níveis, muito as distancie (em termos cronológicos, supõe-se que diste três anos uma da outra), subentende-se na sua audição sequencial um fascinante amadurecimento quanto a método, técnica e fundamento de uma especificidade artística que opera, talvez de maneira singular, na bissetriz do jazz com a música afro-baiana; correspondendo, porventura, a mais antiga (“Dada radio session”) a uma maneira de atuar de fora para dentro, e a mais recente (“FunFun sessions”) de agir de dentro para fora. Em comum: inquisitivas linhas melódicas, alicerces rítmicos tão flexíveis quão ocasionalmente próximos do folclore, um certo paradoxo formal entre passagens de arrebatado lirismo e distensão harmónica, alguma perversidade na combinação de materiais, o culto de um mecanismo evanescente que produz o desaparecimento instantâneo daquilo que parecemos reconhecer, fraseados quase aritméticos mas também de encurvado modalismo, uma surpreendente e evidente aversão ao circunlóquio, tons ferozmente declamatórios, efervescentes improvisações paralelas, a impressão de que estamos a ouvir uma revolução cujas causas estão por inventariar, o cânone em derrapagem.

capa kiko dinucci sergio machado thiago franca dada radio session

disco “Dada radio session”*, de Kiko Dinucci, Sérgio Machado e Thiago França
disco “FunFun sessions”, de Thiago França e Kiko Dinucci
ambos thiagofrancaoficial.blogspot.com.br, 2013

disco “Metal metal”, de Metá Metá
kikodinucci.com.br, 2012

 

*gravado no já longínquo dezembro de 2009 no âmbito da virtualíssima e então profusa Dada Radio, originalmente partilhado em junho de 2010 e com dois dos seus temas incluídos no álbum “Netlabels Br”, digitalmente lançado em setembro do mesmo ano.

 

João Santos

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s