“Contos da infância e do lar”, dos Irmãos Grimm

capas irmaos grimm contos da infancia e do lar

No âmbito do bicentenário da publicação em língua alemã do primeiro volume dos “Kinder- und Hausmärchen” (1812), a Temas e Debates lançou neste ano a primeira edição portuguesa integral destes famosos “Contos da infância e do lar” da autoria dos irmãos Jacob e Wilhelm Grimm. Em três grossos e cuidados volumes, com a coordenação científica de Francisco Vaz da Silva (também organizador do interessante congresso temático que decorreu em junho, em Lisboa, sob o signo destes autores) – e umas belíssimas tradução e introdução, e valiosas notas comparativas no final de cada conto, da autoria da investigadora Teresa Aica Bairos -, esta edição tem, entre outros, o mérito de disponibilizar diferentes versões das várias histórias. Dirigido inicialmente a um público adulto, muitas das cenas potencialmente chocantes que figuravam nos manuscritos originais de 1810 e na primeira edição de 1812 foram posteriormente suavizadas na edição de 56/57, adequando-se ao gosto e convenções morais burguesas e aos destinatários infantis, e afastando-se, por isso, das suas fontes populares e literárias. Complementando a leitura desta obra, a exposição “Os Irmãos Grimm – Vida e obra”, concebida pela Brüder Grimm-Gesellschaft e pelo Brüder Grimm-Museum, pode ainda ser vista na Biblioteca Pública Municipal do Porto até ao dia 15 de janeiro de 2013.

livros “Contos da infância e do lar, Volume 1″, “Contos da infância e do lar, Volume 2″ e “Contos da infância e do lar, Volume 3″, dos Irmãos Grimm
Temas e Debates / Círculo de Leitores, 2012

até 15 de janeiro
exposição “Os Irmãos Grimm – Vida e obra”
Biblioteca Pública Municipal, Porto

 

Paula Pina:
Independentemente de todas as críticas da etnografia e filologia especializadas, são inegáveis a seriedade fecunda e labor criativo dos Grimm. Para o estudioso e para o leitor comum, as descrições e diálogos, bem como os provérbios vivos e as poéticas sonoridades, passam agora a importar tanto quanto os motivos e enredos em que se movimentam essas nossas conhecidas, ancestrais e mágicas personagens (que finalmente podem respirar sem a colorida máscara das produções da Disney). Para além de modelo para recolhas de contos populares posteriores um pouco por toda a Europa, as exaustivas e absorventes pesquisas dos irmãos Grimm foram absolutamente essenciais também enquanto manifesto defensor da legitimidade da literatura oral e tradicional, consubstanciando a etnografia, e o conto em particular, como projeto válido e precioso. texto no Cria Cria

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s