“Union”, de Paradoxical Frog, e “Capricorn climber”, de Kris Davis

capa paradoxical frog union

A pianista e compositora canadiana Kris Davis, não obstante a distinção que tem vindo a granjear na cena jazz nova-iorquina e mundial, parece permanecer ainda um segredo relativamente bem guardado por territórios lusos – e nem os vários álbuns que, desde 2010, lançou pela portuguesa Clean Feed conseguiram alterar essa condição. Dois CDs recentes poderão, contudo, ajudar a corrigir tamanha injustiça. “Union”, lançado no final de 2012, dois anos depois da estreia homónima, dá nome ao segundo trabalho discográfico do trio Paradoxical Frog, no qual Kris Davis se faz acompanhar pelo versátil percussionista e trombonista Tyshawn Sorey (que é, tal como Davis, acompanhante algo regular de Sara Serpa nos seus périplos concertísticos em Nova Iorque) e pela soprista alemã Ingrid Laubrock. A irregularidade rítmica da bateria e o entorpecimento quebrado do saxofone criam a paisagem ideal para o dedilhar incisivo e autoritário de Davis no piano, o que cede a “Union” uma coesão muito própria, reforçando o sentido literal ao título.

capa kris davis capricorn climber

Já em 2013, Kris Davis lança “Capricorn climber”, novamente pela Clean Feed. Na origem do álbum está um concerto inteiramente improvisado que terá tido lugar no intimista Barbès, em Brooklyn. O quinteto, no qual a Davis se junta novamente Ingrid Laubrock e também Mat Maneri na violeta, Tom Rainey na bateria e Trevor Dunn no contrabaixo, funda-se sobre uma empatia espontânea e harmoniosa entre os cinco músicos. O equilíbrio entre a imprevisibilidade intrínseca ao improviso coletivo e o virtuosismo da autora faz de “Capricorn climber” um álbum de uma sublimidade muito peculiar e um acontecimento no panorama jazzístico dos últimos meses. Num cenário como o do jazz instrumental, no qual os artistas masculinos parecem deter uma considerável hegemonia, a excelência e ousadia de Kris Davis enquanto compositora, teclista, arranjadora e produtora fazem do seu um nome a firmar e acompanhar.

disco “Union”, de Paradoxical Frog
Clean Feed / Trem Azul, 2012

disco “Capricorn climber”, de Kris Davis
Clean Feed / Trem Azul, 2013

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s